O ex-presidente da Câmara dos Deputados Eduardo Cunha fica calado durante o depoimento de hoje da Operação Cui Bono, em Curitiba.

O político do PMDB foi levado à Superintendência da Polícia Federal para falar sobre um esquema de fraudes na Caixa Econômica Federal.

Além de Eduardo Cunha, também são investigados por possíveis irregularidades o ex-ministro Geddel Vieira Lima e o doleiro Lúcio Funaro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Deixe seu comentário!
Por favor, informe seu nome