No Brasil, 83% das mulheres presas são mães e muitas são detidas grávidas.

As últimas pesquisas sobre a maternidade no cárcere apontam uma sequência de violações de direitos das mulheres.

O impacto que a detenção da mãe gera nas crianças começa já no nascimento e pode durar a vida toda, repetindo o ciclo de prisões, como você acompanha agora na quarta reportagem da série especial sobre o encarceramento de mulheres no Brasil.

4 COMENTÁRIOS

  1. O fato de ela estar preste a dar a luz, não a faz inocente e sim irresponsável!

    O ciclo acontece não porque a mãe foi presa, e sim porque ela ensina a criança como ela teve de viver. Não quer que a criança siga os paços da mãe, coloque ela para a adoção, e deixe pessoas de bem cuidar dela.
    É errado tirar um filho de uma mãe, sim é moralmente errado, ainda mais se ela estiver fazendo isso para sobreviver. Mas deixar de punir alguém só porque ela vai ter um filho, vejo o brasileiro tirando vantagem caso criem uma lei de isenção para gravidas.
    Ex: Não fui eu que atirou na vitima, foi minha namorada gravida de um mês.

  2. No meu ponto de vista a reportagem para essa matéria foi imparcial e com objetivo de forma uma opinião social que uma criminosa condenada a prisão pelo fato de ser mãe tem por dever ser liberada e solta pra responder em liberdade ou cumprir prisão domiciliar como se ela não tivesse cometido crime nenhum e fosse uma santinha que foi presa por engano, olhando por esse ponto de vista que nos mostra essa reportagem poderíamos até dizer “nossa que sociedade opressora e que injustiça o sistema carcerário tem feito com as mulheres”, mas como sabemos que não é bem assim fico triste em ver a Band se prestando a levar um tema desses dessa maneira . E pra ressaltar o melhor(pra não dizer pior) está no final da entrevista quando a criminosa diz que o erro dela é somente dela é a criança não tem nada haver com isso, concordo que a criança não tem nada haver, mas veja bem o fato dela ser mãe de uma criança não tira o erro que ela cometeu em infrangir uma lei e cometer um crime sendo condenada a prisão., eu quero ver se fosse uma entrevista falando sobre aborto eu duvido se esse seria a última frase ., No caso de uma entrevista defendendo mulheres em caso de abordagem a frase Provavelmente seria “meus corpo minhas regras”. Sinceramente cada vez mais sinto vergonha pela sociedade brasileira principalmente os políticos corruptos e a imprensa porca com seu jornalismo que passa para o restante da sociedade que hoje em dia o CERTO é errado e o ERRADO é certo. Estou decepcionado com a bandnewsfm .

  3. Seu comentário aguarda moderação
    No meu ponto de vista a reportagem para essa matéria foi imparcial e com objetivo de forma uma opinião social que uma criminosa condenada a prisão pelo fato de ser mãe tem por dever ser liberada e solta pra responder em liberdade ou cumprir prisão domiciliar como se ela não tivesse cometido crime nenhum e fosse uma santinha que foi presa por engano, olhando por esse ponto de vista que nos mostra essa reportagem poderíamos até dizer “nossa que sociedade opressora e que injustiça o sistema carcerário tem feito com as mulheres”, mas como sabemos que não é bem assim fico triste em ver a Band se prestando a levar um tema desses dessa maneira . E pra ressaltar o melhor(pra não dizer pior) está no final da entrevista quando a criminosa diz que o erro dela é somente dela é a criança não tem nada haver com isso, concordo que a criança não tem nada haver, mas veja bem o fato dela ser mãe de uma criança não tira o erro que ela cometeu em infrangir uma lei e cometer um crime sendo condenada a prisão., eu quero ver se fosse uma entrevista falando sobre aborto eu duvido se esse seria a última frase ., No caso de uma entrevista defendendo mulheres em caso de ” Aborto” a frase Provavelmente seria “meus corpo minhas regras” e que a mulher não está obrigada a carregar a criança no seu ventre mesmo a criança não sendo culpada por nada, mas já nessa entrevista a mulher pode usar da criança pra ganhar a liberdade e voltar a praticar crimes pois a sociedade é obrigada a manter ela solta até que a criança vire um adolescente de 12 anos de idade . Sinceramente cada vez mais sinto vergonha pela sociedade brasileira principalmente os políticos corruptos e a imprensa porca com seu jornalismo que passa para o restante da sociedade que hoje em dia o CERTO é errado e o ERRADO é certo. Estou decepcionado com a bandnewsfm .

  4. Nada como ser esposa do Sergio Cabral, Adriana Anselmo está em prisão domiciliar.
    Enquanto essas mulheres têm seus filhos arrancados de seu colo com apenas 06 meses.
    Nada como ter dinheiro para pagar um bom advogado.
    Que país é esse tão cheio de desigualdade?

DEIXE UMA RESPOSTA

Deixe seu comentário!
Por favor, informe seu nome