O baile da “dezessete”, em Paraisópolis, volta a acontecer depois de uma grande ação da Polícia Militar na semana passada para coibir a festa.

A região chegou a ser ocupada por cerca de 100 policiais militares e guardas civis, que quando chegaram ao local não encontraram ninguém.

Naquela madrugada de sábado para domingo, o capitão Moreira, responsável pela operação, afirmou ao repórter Pablo Fernandes que a ação havia sido bem sucedida:

Mas seis dias depois, foi isso que se ouviu, ontem, na rua Erneste Renan:

Alguns moradores de Paraisópolis acreditam que os organizadores da festa ficaram sabendo antes da ação da PM e por isso não ligaram as caixas de som.

O baile funk aconteceu na quinta, na sexta e no sábado.

Um morador definiu assim o fim de semana no bairro:

E quem vive em Paraisópolis já perdeu a esperança de alguma solução por parte das autoridades:

A Polícia Militar foi procurada e não respondeu a reportagem da BandNews FM.

3 COMENTÁRIOS

  1. Não adianta, o maior Baile Funk de São Paulo e o mais Famoso do Brasil, já acontece há cerca de 8 Anos e não tem como por um Fim nisso. Policiais vem tentando, já foi a ROTA, GOE, FORÇA TÁTICA, diversas operações e resultou em que? Eles tentam mais a verdade É QUE NÃO VAI TER COMO PARAR O BAILE. São cerca de 8 ruas GIGANTES travadas de gente ultrapassando 40 Mil pessoas ( a cada fim de semana em kk) e com o tempo só vai piorando. É gente fazendo viagens, excursões para vir para o Baile. Hoje em 2018 a Página oficial já está com quase 2 milhões de frequentadores, ou seja, virou uma grande atração em São Paulo e a verdade é que podem até tentar mais não vai conseguir por um fim na Dz7, O MAIOR E MELHOR DE SÃO PAULO!!!

DEIXE UMA RESPOSTA

Deixe seu comentário!
Por favor, informe seu nome