Crédito: Jales Valquer/Fotoarena/Estadão Conteúdo

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, indica que o PSDB e o DEM podem estar juntos na disputa pela presidência da República no ano que vem.

O tucano pretende ser o candidato do partido e se reuniu nesta segunda-feira com alguns dos principais líderes do Democratas.

Entre outros, foram recebidos, no Palácio dos Bandeirantes, sede do governo paulista, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, e o presidente nacional do partido, Agripino Maia.

Nesta terça-feira, Alckmin despistou ao comentar detalhes do encontro e ressaltou apenas que os dois partidos firmaram uma sólida parceria nos últimos anos:

O governador também disse que a reforma política foi um dos temas tratados no jantar que reuniu tucanos e democratas.

Alckmin voltou a defender urgência na aprovação de mudanças para que as novas regras sejam válidas já em 2018.

Nesta quarta-feira, o governador deverá receber parte da cúpula do PSB para um encontro, também em São Paulo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Deixe seu comentário!
Por favor, informe seu nome