Crédito: Marcelo Camargo/Agência Brasil

O Ministério Público Federal quase triplica a proposta inicial de orçamento do ano que vem para a força-tarefa da Operação Lava Jato em Curitiba.

O valor vai passar de R$ 522 mil para R$ 1,65 milhão.

O dinheiro é destinado, sobretudo, para custear gastos com diárias e passagens de procuradores e servidores.

Para se atingir esse valor, foram retirados recursos de outras áreas do MPF.

A medida foi proposta pelo vice-procurador-geral da República José Bonifácio de Andrada, relator do orçamento, e atende integralmente ao que havia sido solicitado pelos procuradores em Curitiba.

O conselho ainda incluiu no orçamento um reajuste de 16,7% para todos os procuradores do Ministério Público Federal.

Vai caber à comissão de transição da gestão Janot para a gestão Dodge definir de onde vai sair o dinheiro para o reajuste.

DEIXE UMA RESPOSTA

Deixe seu comentário!
Por favor, informe seu nome