Foto: Juca Varella/Folhapress

“Não dá para fazer vaquinha em cima da hora, com a discussão em Plenário. Vereador tem que estar focado”.

Esse é o argumento do presidente da Câmara dos Vereadores de São Paulo para justificar uma licitação que prevê R$ 769 mil para o lanche dos 55 parlamentares da Casa.

Em entrevista à BandNews FM, Milton Leite (DEM) garantiu que esse é o valor total que poderá ser gasto em 5 anos, sem revisão do custo total, para compra de refeições em sessões prolongadas.

Questionado se não seria possível comprar os lanches na padaria em frente ao prédio do Legislativo, a Palma de Ouro, e com o dinheiro dos próprios vereadores, o democrata disse que isso poderia “atrapalhar o trabalho” e “tirar o foco” dos parlamentares.

Além disso, Milton Leite alega que a padaria não atende no final da noite e madrugada, e acredita que o estabelecimento não teria porte suficiente para participar de uma licitação desse tamanho.

O presidente da CMSP prometeu que será gasto menos de R$ 100 mil por ano: “Será usado na eventualidade da prorrogação da sessão, além do horário de funcionamento da padaria. Encomenda-se os lanches somente quando houver essas sessões. Não será diário. Imagino que isso deva ocorrer, em média, uma vez por semana”.

Milton Leite justificou a licitação como “um pleito dos vereadores” e acrescentou que pagou “com o próprio cartão de crédito” nas últimas três sessões.

Ouvintes da BandNews FM criticaram a decisão da CMSP, mas o presidente da Casa usou o argumento de que é “normal, no mundo corporativo, oferecer lanche para os funcionários” que passam do horário normal de trabalho.

A licitação prevê itens que vão desde pães e frutas até carnes, macarrão, pizza, manjar branco e mousse.

Perguntado sobre a qualidade desses produtos em relação ao que é oferecido na merenda escolar da rede pública, Milton Leite disse que é essa relação não é possível, pois os alunos tem várias refeições por dia, enquanto os vereadores vão encomendar os alimentos “eventualmente”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Deixe seu comentário!
Por favor, informe seu nome