Além da longa espera nas filas para receber a vacina contra a febre amarela, que já relatamos aqui na BandNews FM, os postos de saúde não têm oferecido a quantidade necessária.

Por isso, nem sempre quem busca a imunização consegue receber a dose.

O ouvinte da BandNews FM Bruno Cabral foi vacinado na Unidade Básica de Saúde Vila Magini, em Mauá, na Grande São Paulo, mas relatou que havia poucas vacinas disponíveis:

Na última terça-feira, a analista de sistemas Sandra Lima conseguiu ser vacinada em um posto de saúde na Vila Formosa, na zona leste.

Segundo ela, idosos e pessoas com crianças de colo não tinham atendimento preferencial.

Por lá, as pessoas na fila também foram informadas que poderiam ficar sem a dose:

O ouvinte Isaías Carvalho tinha viagem marcada, mas por não ter conseguido a proteção contra a febre amarela acabou desistindo:

Em nota, a Secretaria de Saúde de São Paulo diz que, devido ao aumento da procura pela vacina, houve filas em algumas unidades básicas de saúde.

A campanha de imunização tem como prioridade os moradores das zonas Norte, Sul e Oeste.

A Prefeitura orienta que aqueles que não moram ou trabalham em regiões onde a dose é recomendada devem procurar as unidades apenas em casos de viagem para áreas de risco.

A Secretaria afirma ainda que idosos e pessoas com crianças de colo têm direito ao atendimento preferencial.

Por enquanto, quem for aos postos de saúde vai encontrar ainda a vacina integral.

As doses fracionadas são estarão disponíveis no estado a partir de 3 de fevereiro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Deixe seu comentário!
Por favor, informe seu nome