Mais de um mês após o fim do recesso, a Assembleia Legislativa de São Paulo ainda não votou sequer um projeto de interesse da população do Estado.

Desde o início do mês passado, quando a Casa retomou os trabalhos, os deputados estaduais se reuniram 29 vezes – cinco delas apenas para prestar homenagens.

Entre os temas que aguardam votação estão o reajuste salarial do funcionalismo público, a análise de mais de 200 vetos e o projeto que institui recompensa de até R$ 50 mil para quem ajudar na localização de bandidos procurados.

Na maioria dos casos, as sessões serviram apenas para discursos e quase todas foram suspensas por falta de quórum ou acordo de líderes.

A última votação em plenário aconteceu no dia 27 de dezembro.

Por outro lado, só neste ano, os 94 deputados paulistas tiveram despesas de quase R$ 1,5 milhão com a verba de gabinete. Do total, R$ 329 mil foram gastos com materiais gráficos.

1 COMENTÁRIO

  1. Ficou muito claro que o governo do estado de SP não quer reajustar os salários dos professores, que já está com uma perda de mais de 25% ao longo dos 4 anos e ainda vai sair candidato a presidente ????? . Quem não dá valor aos professores não dá valor a si…..

DEIXE UMA RESPOSTA

Deixe seu comentário!
Por favor, informe seu nome