A nova pesquisa Datafolha, publicada pelo jornal Folha de São Paulo neste domingo (15), traz cenários preocupantes para os pré-candidatos à Presidência da República, Geraldo Alckmin, Jair Bolsonaro, Michel Temer e Henrique Meirelles.

Essa é a avaliação do jornalista e colunista da Rádio BandNews FM Eduardo Oinegue sobre o primeiro levantamento feito depois da prisão do ex-presidente Lula. Para ele, Marina Silva e Joaquim Barbosa são quem mais ganham com a possível saída do petista do cenário eleitoral.

Preso, o ex-presidente Lula perdeu pontos na intenção de votos – tem 31%, ante 37% na sondagem de janeiro -, mas ainda lidera em todos os cenários que levam em consideração a participação dele no pleito de outubro. Dois terços dos eleitores do petista dizem que votariam em quem ele indicasse.

Oinegue afirma que, apesar da promessa, ainda é cedo para o eleitor cravar que votaria em quem Lula apoiasse, caso não possa concorrer. Segundo o colunista da Rádio BandNews FM, o clima de campanha ainda não começou no país.

Confira a íntegra da entrevista em:

4 COMENTÁRIOS

  1. Eduardo Oinegue,
    Triste país, onde não há opção de escolha para o cargo mais alto de governança do país.
    Marina já está ultrapassada e sabemos que não daria certo se vencedora.
    Joaquim é de outra área, além de ter pavio curto, o que não o qualifica para o cargo.
    Ciro seria uma tragédia. Todos sabemos de seu caráter.
    Lamento muito, pois se surgirem nomes interessantes, penso que a midia não apoiará, pois o vício de nossa imprensa é a mesmice.

  2. O mais triste é a população apoiar ladrões ao dizer que vota em quem Lula mandar, ai vão para as ruas pedir justiça e o fim da corrupção, dá para entender tanta hipocrisia em um um único povo….

  3. o nosso problema e justamente o povo, massa da manobra, ignorante, incapaz que se vê cheio de direitos sem que aja a contrapartida OBRIGAÇÃO.

DEIXE UMA RESPOSTA

Deixe seu comentário!
Por favor, informe seu nome