Os paulistanos estão menos confiantes e devem pensar duas vezes antes de gastar. Pesquisa feita pela Fecomercio-SP mostra que o índice de ICF (Intenção de Consumo das Famílias) caiu de 91,8 pontos em maio para 89,7 em junho.

A entidade afirma que a paralisação dos caminhoneiros foi decisiva para a queda do indicador, agravada pela demora do governo em fechar negociação com eles. A insatisfação com Michel Temer também teria contribuído.

A Fecomercio-SP acredita que o índice oscilará perto dos 90 pontos (abaixo de cem, ele indica insatisfação quanto às condições de consumo) “graças às poucas vagas de emprego que estão sendo geradas” e ao período de julho a setembro, que tradicionalmente é de queda nas vendas.

Apesar das oscilações negativas, a situação melhorou em relação a junho de 2017, quando o ICF foi de 77,7 pontos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Deixe seu comentário!
Por favor, informe seu nome