Pelo menos três casos de feminicídio são registrados em menos de dois dias no Distrito Federal e nos estados do Rio de Janeiro e de Belo Horizonte.

DISTRITO FEDERAL

Thiago de Souza Joaquim, de 33 anos, é o principal suspeito de ter matado Vanilma Martins dos Santos, de 30 anos, com golpes de faca por volta de 4h da madrugada de sábado (05). O assassinato ocorreu no Gama, a 37 quilômetros da área central de Brasília.

O próprio Thiago Joaquim chegou a levar a mulher, ainda viva, ao Hospital Regional do Gama (HRG), mas ela não resistiu aos ferimentos. O autor do crime é considerado foragido pela Polícia Civil do Distrito Federal.

RIO DE JANEIRO

Policiais militares prenderam Dilson Araújo, acusado de matar sua ex-mulher Tamires Blanco diante da filha de 11 meses do casal no Morro do Urubu, em Pilares, na zona norte do Rio de Janeiro.

Após cometer o crime, na última sexta-feira (04), ele se escondeu em uma casa no bairro Nova Sepetiba, na zona oeste, onde foi localizado após denúncias. O suspeito foi levado para a Divisão de Homicídios, na Barra da Tijuca, que investiga o caso.

BELO HORIZONTE

A Polícia Civil investiga um caso de feminicídio em Minas Gerais. Nesta sexta (04), um policial militar, que ainda não teve o nome divulgado, matou a ex-mulher a tiros em Nova Lima, na Grande Belo Horizonte. Depois, o PM se matou com um tiro na cabeça.

Os dois estavam em processo de separação e teriam tido uma discussão na casa dos pais da vítima. O irmão da mulher, que também estava na casa, tentou separar a confusão e foi atingido. Ele foi encaminhado a um hospital da cidade em estado grave.

DEIXE UMA RESPOSTA

Deixe seu comentário!
Por favor, informe seu nome