Crédito: Agência Estado

O Ministério Público e a Defensoria Pública do Rio pediram à Justiça, em caráter de urgência, a interdição do Ninho do Urubu e o bloqueio de pouco mais de R$ 57 milhões do Flamengo.

A ação pede que o centro de treinamento fique interditado até que as instalações estejam completamente seguras e regularizadas de acordo com as normas do Corpo de Bombeiros e da Prefeitura da capital fluminense.

Ouça a reportagem completa:

DEIXE UMA RESPOSTA

Deixe seu comentário!
Por favor, informe seu nome