O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o ex-ministro da Fazenda e da Casa Civil Antonio Palocci (Eraldo Peres/AP)

O ex-presidente Luis Inácio Lula da Silva é intimado pela Polícia Federal para depor sobre a delação premiada do ex-ministro Antônio Palocci, que o acusou de receber propina da Odebrecht.

O interrogatório está marcado para o dia 22 de março e o petista pode ser alvo de uma nova investigação. Lula será ouvido na Superintendência da Polícia Federal em Curitiba, onde cumpre pena no caso do tríplex.

Em depoimento à Polícia Federal, Antônio Palocci acusou Lula de receber propina da empreiteira, até mesmo em caixas de uísque. As entregas teriam sido feitas em São Paulo e registradas na planilha da Odebrecht.

Outros executivos da construtora serão ouvidos, inclusive para identificar nomes listados no sistema de propina.

DEIXE UMA RESPOSTA

Deixe seu comentário!
Por favor, informe seu nome