Enfrentando o momento político mais conturbado da sua história, o Reino Unido terá uma votação chave nesta quarta-feira, com potencial para causar uma crise na economia global.

Essa é a avaliação do professor de Relações Internacionais da ESPM Gunther Rudzit.

Em entrevista à BandNews FM, ele disse ser impossível fazer qualquer previsão de longo prazo sobre a política britânica.

Após rejeitarem um novo acordo para a saída do Reino Unido da União Europeia nesta terça-feira, os congressistas vão analisar, nesta quarta-feira, o chamado “hard brexit”.

Trata-se da possibilidade de um rompimento unilateral com a UE; segundo o professor, isso resultaria em uma separação total dos dois blocos.

Na prática, o Reino Unido se desvincularia totalmente da União Europeia e teria de restabelecer fronteiras físicas e acabar com acordos financeiros vigentes, o que poderia gerar um desabastecimento de alimentos e outros produtos nas regiões britânicas que importam itens do restante do continente.

O professor Gunther Rudzit avalia que o “hard brexit” não deve passar, o que levaria a uma nova votação, na quinta-feira, para decidir sobre um possível adiamento do prazo final para o a concretização do brexit, atualmente marcado para 29 de março.

Neste caso, a primeira-ministra Theresa May poderia convocar um novo referendo sobre a saída do Reino Unido da União Europeia.

DEIXE UMA RESPOSTA

Deixe seu comentário!
Por favor, informe seu nome