A Justiça de Minas autoriza a Vale a retomar as atividades em dois empreendimentos que estavam paralisados no Estado após a tragédia em Brumadinho.

A decisão contempla o Complexo Minerário de Brucutu, em São Gonçalo do Rio Abaixo, que abriga a maior mina do Estado, e a barragem de Laranjeiras, em Barão de Cocais.

No dia 4 de fevereiro, a pedido do Ministério Público, a justiça proibiu a mineradora de lançar novos rejeitos em oito estruturas localizadas no Estado.

Na decisão desta segunda-feira, a justiça alega que a Vale comprovou, por meio de documentos, a estabilidade das duas estruturas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Deixe seu comentário!
Por favor, informe seu nome