Apenas trinta cidades paulistas têm abrigos sigilosos para mulheres vítimas de violência.

O levantamento é da Defensoria Pública do Estado de São Paulo.

Sobre esse assunto, a nossa apresentadora Gabriela Mayer conversou com a coordenadora do Núcleo Especializado de Promoção e Defesa dos Direitos das Mulheres da Defensoria Pública de SP, Paula Sant’Anna Machado de Souza:

DEIXE UMA RESPOSTA

Deixe seu comentário!
Por favor, informe seu nome