Moradores da Grande São Paulo estão reclamando bastante da qualidade da água. As principais queixas são de cidades do ABC como Diadema, São Bernardo do Campo e Santo André.

Uma das mensagens foi enviada pra BandNews FM pela nossa ouvinte Sandra Varaneli de Souza, que mora no bairro Assunção, em São Bernardo do Campo:

Sandra diz que há pelo menos dois anos enfrenta esse tipo de problema:

Também em São Bernardo do Campo, o ouvinte Robson relatou o mesmo problema. Segundo ele, todos os bairros da cidade estão apresentando coloração na água.

Tem morador de fora do ABC também reclamando da qualidade da água. O ouvinte Edvilson é de Osasco e sofre com o mesmo problema:

Procurada, a Sabesp disse que, no caso de Osasco, um técnico foi ao local para coletar água e os resultados iniciais da análise atendiam aos padrões de qualidade do Ministério da Saúde. Ainda segundo a empresa, serão feitos mais testes e os pareceres sairão nos próximos dias.

Já com relação a São Bernardo, a Sabesp afirmou que, devido às últimas chuvas, houve um aumento na velocidade do fluxo de água da Represa do Rio Grande, o que provocou uma alteração nas características desta água. A Sabesp se justificou dizendo que essa condição a impede de realizar o tratamento adequado para a “retirada de toda a cor da água”.

Ainda de acordo com a nota, a normalização deve acontecer nos próximos dias e a empresa diz que não vai cobrar dos clientes afetados o consumo entre os dias 17 e 25 de abril nas cidades abastecidas pelo Sistema Rio Grande.Os moradores de São Bernardo do Campo e Diadema devem solicitar o benefício à Sabesp através do telefone 0800 011 9911.

A Companhia afirma que vai avaliar o caso e conceder a isenção nas contas emitidas entre hoje e dia 24 de maio. A Sabesp também garantiu que não há riscos de contaminação, mas recomenda o descarte da água até que a situação volte ao normal.

DEIXE UMA RESPOSTA

Deixe seu comentário!
Por favor, informe seu nome