O ex-presidente Michel Temer está no Comando de Policiamento de Choque, no centro da capital paulista. Mais cedo, ele deixou a Superintendência da Polícia Federal, onde ficou preso para fazer exame de corpo de delito no IML.

A decisão da juíza Caroline Figueiredo, substituta 7ª Vara Federal Criminal do Rio, atende a um pedido da defesa de Temer feito na última quinta-feira, antes de o político se apresentar à PF.

Segundo os advogados, a PM possui uma Sala de Estado-Maior com as características exigidas pela lei, onde o emedebista ficará detido.

O ex-presidente e o coronel aposentado João Batista Lima Filho são alvos da Operação Descontaminação, um dos desdobramentos da Lava Jato no Rio, que investiga desvios da ordem de R$ 1,8 bilhão nas obras da usina nuclear de Angra 3.

2 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Deixe seu comentário!
Por favor, informe seu nome