Por unanimidade, o ex-presidente Michel Temer conseguiu nesta terça-feira a liberdade provisória no Superior Tribunal de Justiça.

Ele havia sido detido pela segunda vez na semana passada por suposto envolvimento em esquema de desvios de cerca de 1,8 bilhão de reais na Usina Nuclear Angra 3.

Após mais de duas horas de julgamento, os ministros da 6ª Turma do STJ entenderam que a prisão preventiva de Temer foi excessiva, já que o emedebista não estaria atrapalhando as investigações.

Apesar de ganhar a liberdade, Temer deve cumprir algumas medidas alternativas à prisão, como o bloqueio de bens e a entrega de passaporte.

2 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Deixe seu comentário!
Por favor, informe seu nome