A Coordenadoria de Vigilância em Saúde da Prefeitura de São Paulo monitora o aparecimento de 45 casos de toxoplasmose em três surtos da doença detectados desde março. Os registros, que não são de notificação compulsória, vêm sendo acompanhados diante do aumento repentino. De acordo com o órgão, a transmissão provavelmente ocorreu por comida e água contaminadas em restaurantes.

Fornecedores de alimentos e estabelecimentos estão sendo vistoriados para investigar se há alguma empresa distribuidora em comum, já que existem ao menos três pontos onde as pessoas foram infectadas pela moléstia infecciosa.

A toxoplasmose é causada por um parasita e é passada por alimentos ou líquidos contaminados por fezes de gatos infectados ou por transmissão direta da gestante para o feto. Não existe vacina contra a doença. A orientação é reforçar hábitos de higiene alimentar, evitar comer carnes cruas ou mal passadas e lavar bem frutas, legumes e verduras.

Toxoplasma gondii (Foto: Getty Images)

Além da preocupação com a toxoplasmose, o surgimento de um caso em São Paulo de transmissão do vírus do sarampo dentro da própria cidade preocupa as autoridades. Este é o primeiro registro do tipo desde 2015. A cidade tem ainda outras sete ocorrências da doença contraídas no exterior.

A Coordenadoria de Vigilância em Saúde da Prefeitura de São Paulo investiga de onde o paciente, um professor universitário de 48 anos, pegou sarampo, já que ele não esteve em viagem ao exterior. Os demais casos aqui no Brasil foram importados da Noruega, de Malta e de Israel.

Segundo a coordenadora da Covisa, Rosa Maria Dias Nakazaki, o registro autóctone acende o alerta para a necessidade de vacinação. A vacina tríplice viral, disponível gratuitamente nos postos de saúde, protege contra o sarampo, a rubéola e a caxumba.

A imunização deve ser feita em duas doses, a primeira com 1 ano e a segunda com um 1 ano e 3 meses de idade. Os adultos que não tomaram as doses ou que não têm certeza se foram vacinados também devem procurar os centros de saúde.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Deixe seu comentário!
Por favor, informe seu nome