O presidente Jair Bolsonaro afirma que as pessoas “insistem em distorcer os fatos” ao dizer que os manifestantes em apoio ao governo dele defendem o fechamento do Congresso Nacional e o Supremo Tribunal Federal.

Para o presidente, a população foi às ruas na defesa de pautas “legítimas” e “democratas”.

Durante o todo domingo, houve registro de manifestações em todos os estados do País e também no Distrito Federal.

Em São Paulo, diversos parlamentares do PSL, partido do presidente, estiveram em trios elétricos que percorreram a Avenida Paulista.

Líder da legenda no Senado, Major Olímpio reforçou o apoio à reforma da previdência e também ao pacote anticrime enviado pelo ministro da Justiça, Sérgio Moro.

No Rio de Janeiro, o evento ocorreu na Praia de Copacabana, na Zona sul da cidade, e teve muitas críticas ao Centrão e também ao presidente da Câmara, Rodrigo Maia.

Embora estivesse na capital fluminense, Bolsonaro não compareceu na manifestação.

Em Brasília, a Polícia Militar estima que 20 mil pessoas ocuparam a Esplanada dos Ministérios.

2 COMENTÁRIOS

  1. Muito interessante, porém agora paira uma dúvida sobre o meu discernimento: passeata em favor do atual governo é “democratica”, “legítima”. Mas se for contra é dotada de “idiotas úteis”? Hummmm! Como diria a personagem da atriz e humorista, Fabiana Karla (Dra. Lorca): Se for à favor do governo…PODE!

DEIXE UMA RESPOSTA

Deixe seu comentário!
Por favor, informe seu nome