Brasil e Argentina unidos por uma moeda em comum? A ideia anima o presidente Jair Bolsonaro, mas o Banco Central afirma que não tem projetos ou estudos sobre a criação e que há tão somente, como é natural na relação entre parceiros, diálogos sobre estabilidade macroeconômica, bem como sobre a redução de riscos e vulnerabilidades.

Essa possibilidade foi levantada pelo presidente brasileiro e o ministro da economia, Paulo Guedes, durante a agenda presidencial na Argentina: seria uma meta após um alinhamento econômico entre os dois países. A moeda poderia se chamar “peso real”.

A ideia foi criticada pelo presidente da Câmara, Rodrigo Maia. Em uma postagem em que compartilhou uma notícia sobre o assunto ele fez uma série de perguntas, que ele próprio respondeu: “Será? Vai desvalorizar o real? O dólar valendo R$ 6,00? Inflação voltando? Espero que não.”

DEIXE UMA RESPOSTA

Deixe seu comentário!
Por favor, informe seu nome