Foto: Arthur Covre

Na edição desta segunda-feira (10) do “Cidade em Retratos”, você conhece a história de Francivaldo Almeida Gomes, conhecido como “Popó”, guia do Cemitério da Consolação, na região central de São Paulo.

Nascido em Crateús, no Ceará, ele chegou à capital paulista na década de 1980, antes de completar 18 anos de idade. Trabalhou na construção civil, foi porteiro, até iniciar o trabalho como coveiro do cemitério, no início dos anos 2000.

Curioso, Francivaldo passou a observar o trabalho do ex-administrador do local, Délio Freire dos Santos, que guiava as visitas entre os túmulos dos personagens importantes para a história da cidade.

Com o tempo, Popó passou a entender o trabalho e a guiar os visitantes de forma informal, até assumir o cargo de definitivamente com a morte do ex-administrador.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Deixe seu comentário!
Por favor, informe seu nome