Foto: Jorge Araujo – 24.out.2017/Folhapress

Não é possível olhar para as conversas entre Sérgio Moro e Deltan Dallagnol sem chamar a atenção para o vazamento criminoso dos diálogos. A avaliação é do cientista político e colunista da BandNews FM Fernando Schuler.

Segundo ele, o site The Intercept se valeu de uma fonte que se diz anônima para expor as mensagens trocadas no Telegram. Isso, segundo Schuler, não pode ficar impune e precisa ser investigado seriamente. A ação de hackers não está descartada.

Sobre os diálogos, Schuler não acredita em implicações políticas, como um eventual atraso na votação da Reforma da Previdência. Ele acredita que as defesas dos acusados vão recorrer ao Supremo Tribunal Federal para pedir a libertação ou a absolvição dos clientes.

Ouça o comentário completo:

3 COMENTÁRIOS

  1. Impressionante é o Schuler me vir aqui, em 2019, dizer que o prêmio Pulitzer e o sujeito que fez o filtro do material do Wikileaks que inclusive mostrava pra gente evidências de espionagem e crimes internacionais cometidos por Estados não sabe fazer jornalismo.

    Incrível como a “fonte anônima” – que nunca foi novidade no JORNALISMO – choca mais que a constatação que o Lula foi condenado por um juiz que atuava como acusador (que, vamo combinar, não é novidade pra ninguém com alguma honestidade intelectual e capacidade de análise, né?)

    Já podemos dizer que economicamente a vaza-jato tem efeito contrário da lava-jato aquecendo a nossa indústria têxtil, porque a passada de pano ta sendo fenomenal.

  2. Verdade, Guilherme, incrível a hipocrisia desses q batiam palmas quando o “Conge” divulgava ilegalmente via mídia as conversas entre Dilma e Lula, gravadas de forma criminosa. Agora se convertem em radicais defensores das formalidades legais rsrs.

DEIXE UMA RESPOSTA

Deixe seu comentário!
Por favor, informe seu nome