O prefeito de São Paulo espera que a cidade seja vista como referência em termos de diversidade e direitos humanos. Bruno Covas esteve ontem na vigésima terceira edição da Parada LGBT+, que reuniu milhares de pessoas na Avenida Paulista. 19 trios elétricos ajudaram a colorir a festa, que teve como atrações principais as cantoras Iza, Karol Conká e Gloria Groove. Covas espera que a Parada de 2019 supere o lucro do ano passado:

A participação da ex-Spice Girl Melanie C no evento foi patrocinada por uma rede de fast-food. Outras marcas também aproveitaram a ocasião para vincular ações de marketing – o que é um bom sinal, segundo o prefeito Bruno Covas:

A proposta da Parada neste ano foi relembrar a origem do ativismo pelos direitos LGBT+ – sigla que representa lésbicas, gays, bissexuais, travestis, transgêneros e transexuais. O “mais” presente pelo segundo ano seguido, quer dizer mais diversidade, mais respeito e mais formas de orientação sexual.

A marroquina Narjis Sakhi mora no Brasil há um ano e participou do evento pela primeira vez, ao lado do marido e da filha:

A Prefeitura investiu R$1 milhão e 800 mil para a realização do evento deste ano.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Deixe seu comentário!
Por favor, informe seu nome