A Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal decide manter o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na prisão.

Votaram a favor do habeas corpus os ministros Gilmar Mendes e Ricardo Lewandowski; e contra Edson Fachin, Celso de Mello e Cármen Lúcia.

Os advogados do petista questionaram o trabalho do ex-juiz Sergio Moro, hoje ministro da Justiça no governo do presidente Jair Bolsonaro, e afirmam que ele foi parcial.

3 COMENTÁRIOS

  1. Se realmente temos um Judiciário que se diz eficiente e sempre no resguardo da LEI, o mínimo que teriam que fazer nesse julgamento de tentativas da soltura do ex Presidente ( Lula “Larapio” da Silva) é mantê-lo preso para cumprir sua pena.
    Mesmo porque, vimos que mesmo preso o réu não se mostrou hora nenhuma arrependimento dos seus feitos.
    Acho que passou da hora de colocá-lo em um presídio de segurança máxima sem privilégios para que ele tenha a oportunidade de pensar mais um pouco no seus feitos.

  2. Dá pena de ver um país das dimensões continentais, população de etnia do mundo inteiro e recursos naturais de importância universal, como o Brasil, mergulhado nestas interpretações pessoais à margem da lei.. Preocupações pessoais, interesses pessoais e particulares, o “poder” dado a quem não o merece , discussões que não “levam” a nenhum caminho melhor. Reformas truncadas, opiniões de descaso com a Sociedade. reportagens tendenciosas e não esclarecedoras de alguns veículos de mídia televisiva, radiofônica e agora redes sociais que cultivam o “quanto pior melhor” para pequenos grupos de pessoas que se comprazem com a ignorância e o sofrimento alheio. Vamos acordar gente e tratar o nosso País como realmente ele merece. Lugar de bandido de qualquer espécie ou valor é afastado da sociedade.Vamos parar de gastar dinheiro que nos falta com mazelas de pequenos grupos de políticos que vivem a margem da Lei que eles mesmos produzem ou reproduzem, empresários corruptos e cidadão inconsequente. Que mundo você quer deixar para nossas crianças, Pense nisso! ACORDE PARA O FUTURO, GENTE!

DEIXE UMA RESPOSTA

Deixe seu comentário!
Por favor, informe seu nome