Bolsonaro reuniu-se com o presidente francês Emmanuel Macron, entre outros chefes de estado e governo.(Foto: Frederico Mellado/ARG/Flickr)

O presidente Jair Bolsonaro chegou da viagem ao Japão e disse que teve sua “missão cumprida” na reunião de cúpula do G20, que reuniu as 20 maiores economias do mundo. Durante o encontro com líderes globais, foi anunciado um acordo comercial entre União Europeia e Mercosul, que estava sendo negociado havia 20 anos.

A expectativa é que o pacto forme a maior área de livre-comércio do planeta, com 750 milhões de pessoas. O Ministério da Economia estima que o acesso ao mercado europeu pode aumentar as exportações brasileiras em US$ 100 bilhões em um período de 15 anos.

Bolsonaro disse que espera que o Congresso brasileiro seja um dos primeiros a ratificar os termos do acordo comercial, que deve aumentar os investimentos no país e o volume de exportações.

A situação do ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, deve ser decidida amanhã (01), pelo presidente. Ainda no Japão, Jair Bolsonaro falou que quando chegasse ao Brasil iria se encontrar com o ministro da Justiça e Segurança Pública Sergio Moro para discutir a questão.

Nesta semana, um assessor especial de Álvaro Antônio foi preso pela Polícia Federal em uma operação que apura denúncias de candidaturas laranjas do PSL. Bolsonaro não adiantou a medida que deve tomar, mas reforçou que até o momento continua com os 22 ministros.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Deixe seu comentário!
Por favor, informe seu nome