Setenta e seis por cento dos entrevistados na pesquisa “Viver em São Paulo: Segurança” divulgada HOJE considera o bairro em que mora pouco ou nada seguro.

Segundo o levantamento da ONG Rede Nossa São Paulo, 53 por cento dos domicílios paulistanos têm uma pessoa ou mais vítima de algum crime no último ano, como roubo, furto ou agressão.

Para o coordenador-geral da entidade, Jorge Abrahão, o medo da violência afeta a qualidade de vida do cidadão:

O coordenador-geral da Rede Nossa São Paulo avalia também que, além de afetar a qualidade de vida, o medo da violência também leva ao isolamento da sociedade:

Sete em cada dez entrevistados são a favor da prisão perpétua e da redução da maioridade penal.

Já a pena de morte divide os moradores de São Paulo: 46 por cento são a favor e 46 por cento são contra

DEIXE UMA RESPOSTA

Deixe seu comentário!
Por favor, informe seu nome