Foto: REUTERS/João Andrade

A empresa brasileira responsável pelos navios iranianos parados no Porto de Paranaguá rebate os argumentos da Petrobras e PGR, e diz não ter alternativa para abastecimento. O impasse pode ameaçar as relações comerciais do Brasil com o Irã.

Confira mais detalhes:

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Deixe seu comentário!
Por favor, informe seu nome