A cada dois dias, no Brasil, um órgão que poderia ser transplantado é desperdiçado por causa de dificuldades de logística. Segundo a Central Nacional dos Transplantes, do Ministério da Saúde, a falta de transporte para equipes médicas e órgãos fez com que, nos últimos cinco anos, quase mil cirurgias do tipo deixassem de ser realizadas.

A primeira entrega de um rim por meio de um drone, nos Estados Unidos, indica que em breve o recurso pode se tornar uma forma rápida, segura e econômica para salvar cada vez mais vidas.

Ouça os capítulos da série:
22/07/2019 – Os drones são o transporte do futuro
23/07/2019 – O transporte de pequenas cargas vem se tornando uma das utilidades dos drones

 

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Deixe seu comentário!
Por favor, informe seu nome