Assaltantes clonaram carros da Polícia Federal em roubo (Foto: Reprodução)

A Justiça decreta a prisão temporária de um dos funcionários do aeroporto de Cumbica acusado de integrar a quadrilha que roubou 718 kg de ouro. Peterson Patrício disse à polícia ter sido sequestrado, assim como membros da família dele.

Segundo a polícia, houve inconsistências nos depoimentos dele e da esposa e, na sequência, a confissão do aeroviário, que disponibilizou informações privilegiadas sobre a chegada da carga de ouro aos demais participantes do roubo.

Ainda segundo a polícia, esta não teria sido a primeira tentativa de realização de um crime do tipo. A juíza Ana Carolina Miranda de Oliveira determinou a prisão para impedir que o acusado destrua provas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Deixe seu comentário!
Por favor, informe seu nome