O presidente nacional da Ordem dos Advogados do Brasil, Felipe Santa Cruz, diz que vai acionar o Supremo Tribunal Federal depois de o presidente Jair Bolsonaro falar sobre a morte do pai dele.

O advogado afirma que pretende obter do presidente respostas sobre as circunstâncias da morte do pai Fernando Santa Cruz de Oliveira, desaparecido em fevereiro de 1974 depois de ter sido preso por agentes do DOI-Codi, órgão de repressão do governo no Rio de Janeiro. Segundo Bolsonaro, ele faria parte de um grupo da luta armada.

No relatório da Comissão Nacional da Verdade, responsável por investigar casos de mortos e desaparecidos na ditadura, não há registro de que Fernando tenha participado de algum movimento do tipo:

DEIXE UMA RESPOSTA

Deixe seu comentário!
Por favor, informe seu nome