Foto: Arthur Covre

Um filho de imigrantes japoneses, engenheiro de software que largou a profissão para se dedicar a espalhar hortas e árvores pela cidade de São Paulo e por outros municípios da região metropolitana.

Sérgio Shigeeda recebeu a reportagem em uma horta que fica no bairro da Saúde, em uma travessa da Avenida Jabaquara, em um terreno cedido pela Prefeitura. “Esse pedaço era abandonado. As pessoas jogavam entulho e lixo aqui. Então, resolvemos limpar o local. Assim, nasceu a horta em novembro de 2013”.

Os primeiros materiais para o plantio das plantas e verduras vieram de doação de moradores do bairro e voluntários. Outra parte veio das lixeiras da região, o que rendeu a Sérgio um apelido. “Eu era conhecido como “japonês da caçamba” porque peguei muita coisa das lixeiras. As pessoas achavam estranho, vinham perguntar e eu aproveitava para falar sobre a horta. Depois, começamos a chamar os curiosos para participarem de oficiais, compartilhar experiências”.

Sérgio também participa de coletivos ligados ao plantio de árvores e de Conselhos que tratam do tema.

Ouça a reportagem completa.

1 COMENTÁRIO

  1. Quando vejo reportagens sobre a Horta da Saúde , sempre me emociono, em ver o legado deixado por Ana Carolina Ribeiro, na época, estudante de Gestão Ambiental, idealizou e criou a Horta Comunitária da Saúde. Era pra ser seu TCC. Com o entusiasmo natural dos jovens, saiu convidando todos os moradores dos prédios da rua das uvaias e o resultado está aí, a transformação de tantas vidas. A semente foi plantada e germinou. Parabéns Ana Carolina, você deixou o seu legado e transformou vidas que passaram a ter outro sentido maior. Parabéns à todos que abraçaram essa idéia. Sinto muito orgulho de ter feito parte do início desse projeto também.
    A Ana não parou por aí, já recebeu prêmios em outros municípios e agora alça vôos maiores fora do país.
    Bravooo!!!!

DEIXE UMA RESPOSTA

Deixe seu comentário!
Por favor, informe seu nome