Sem definição sobre a obrigatoriedade do uso do capacete, já vigora, desde sábado, o novo regulamento para o uso de patinetes elétricos na cidade de São Paulo. A decisão sobre a proteção da cabeça será tomada após a Justiça se manifestar sobre o assunto, como explica o Secretário Municipal de Mobilidade e Transportes, Edson Caram: por enquanto, o uso do equipamento é opcional.

Entre as principais mudanças publicadas no decreto está a proibição de se deixar os patinetes em qualquer lugar da cidade. Decisão essa, que divide a opinião dos ouvintes.

O uso dos patinentes só será permitido para maiores de 18 anos. A fiscalização e a aplicação de multas será feita pela CET e por agentes das prefeituras regionais. De acordo com o secretário Edson Caram, a prefeitura começa a pensar hoje em como construir os chamados bolsões, já que, agora, os usuários só poderão deixar o patinete em locais determinados pela administração municipal.

As multas sempre serão às empresas locadoras, que podem repassar a cobrança aos usuários.

O uso do patinete só será permitido em ciclovias e ciclofaixas, em vias com velocidade máxima de 40 km/h e nas vias que participam do programa Ruas Abertas, como a Avenida Paulista, nos domingos e feriados.

A velocidade máxima permitida é de 20 km/h, e nas 10 primeiras corridas de cada usuário a velocidade é um pouco menor, 15 km/h.

A nova regulamentação ainda destaca que os patinetes são destinados somente para o uso individual. É proibido transportar animais e cargas acima de 5 kg. As empresas terão o prazo de até 60 dias para se adaptarem às novas regras.

DEIXE UMA RESPOSTA

Deixe seu comentário!
Por favor, informe seu nome