Foto: Arthur Covre

Eduardo Massa, chefe de um dos abrigos de manutenção de trens da CPTM, faz parte de uma família de ferroviários. A história começou com o bisavô italiano que foi para Rio Claro, no interior paulista, para trabalhar nas ferrovias do Estado de São Paulo. “A infância, as conversas de família, tudo isso me levou a seguir pelo mesmo caminho. Passou do meu bisavô para o avô, depois para o pai e para mim”, conta.

Depois de fazer estágio por um ano no Metrô, Massa foi contratado, em 1992, pela FEPASA para trabalhar já em uma das oficinas de trens. Foi onde aprendeu os segredos da profissão.

Em mais uma edição do Cidade em Retratos, ele fala sobre a rotina de trabalho no abrigo de manutenção no Brás, na zona leste da capital paulista.

Ouça a reportagem completa com o repórter Arthur Covre.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Deixe seu comentário!
Por favor, informe seu nome