Paulo Roberto de Morais Junior, de 31 anos, negou qualquer ato homofóbico, e alegou que o menino aparentava estar embriago e incomodando os passageiros.

O ator Marcello Santanna de 23 anos, que teve o nariz quebrado, disse que foi vítima de agressão e homofobia depois de ter beijado outro homem dentro do veículo.

O jovem relatou que decidiu deixar o micro-ônibus em Cidade Líder, na zona leste de São Paulo, para não criar problemas, mas o agressor desceu e passou a dar socos em sequência.

A SPTrans declarou que repudia a violência e que vai colaborar com as investigações.

Já a Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Cidadania lamentou o ocorrido e disse, em nota, que se coloca à disposição para prestar serviços jurídico, psicológico ou social às vítimas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Deixe seu comentário!
Por favor, informe seu nome