Mortes foram causados por intoxicação por fumaça, que atingiu todos os andares da unidade médica.

O Corpo de Bombeiros ainda faz uma varredura no Hospital Badim, na Tijuca, zona norte do Rio de Janeiro, em busca de vítimas do incêndio que deixou, até agora, 11 mortos por intoxicação. Dez corpos foram retirados na madrugada desta sexta-feira (13). O último resgate aconteceu quase 10 horas depois do início das buscas. A corporação foi acionada por voltas das 18h de ontem.

Segundo os bombeiros, o segundo e o terceiro andares foram os mais atingidos pelo fogo, que teria começado após um curto-circuito no gerador. A fumaça atingiu todos os pavimentos do hospital, que tinha 103 pacientes internados naquele momento, além de pelo menos 130 funcionários em serviço. O número é impreciso, pois era hora de troca de plantão dos funcionários.

69 vítimas foram removidas em ambulâncias do estado e 14 por equipes da Prefeitura para diferentes hospitais: Souza Aguiar, Miguel Couto, Salgado Fliho, Lourenço Jorge, Albert Schweitzer, Rocha Faria, Pedro Ernesto, Evandro Freire, Getúlio Vargas, Hospital Federal do Andaraí, Hospital Federal de Bonsucesso, Hospital Federal dos Servidores, Alberto Torres, Azevedo Lima, Norte D’or, Quinta D’or e Israelita.

Em nota, a diretoria do Hospital Badim diz que disponibilizou canais de comunicação para os familiares dos pacientes receberem informações.

  • WhatsApp:  (21) 97101-3961
  • E-mail: suportefamiliares@badim.com.br

A perícia da Polícia Civil no hospital está em andamento. Os familiares das vítimas foram orientados a procurar o Instituto Médico Legal, a partir das 8h, quando serão divulgadas as identidades dos corpos levados ao IML. De acordo com a administração do Hospital Badim, dentre os mortos confirmados até agora, não há funcionários da unidade, somente pacientes e possíveis acompanhantes.

A reportagem da Rádio BandNews FM no Rio de Janeiro apura os nomes dos 11 mortos. Três foram identificados.

  • Irene Freiras de Brito, 84 
  • Luzia dos Santos Melo, 88
  • Virgílio Claudino da Silva

DEIXE UMA RESPOSTA

Deixe seu comentário!
Por favor, informe seu nome