(Foto: Bruno Rocha)

São quase 10 milhões (9,7 milhões) de inadimplentes que devem “limpar o nome”, ao quitar ou pagar parte da divida, com os R$ 500, que podem ser sacados a partir de amanhã.

O dado é de uma pesquisa da CNDL (Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas) e do SPC (Serviço de Proteção ao Crédito).

O cartão de crédito será a principal conta em atraso paga com recursos do FGTS (42%).

Depois, aparecem as contas atrasadas de telefone (20%), luz (18%) e água (16%).

Já um terço (33%) dos consumidores deve guardar ou investir os recursos, enquanto 24% vão cobrir despesas básicas do dia a dia; e 17%, fazer compras em supermercados.

Há ainda 13% que pretendem comprar produtos e serviços e, 10%, antecipar o pagamento de compras.

No geral, 45% dos beneficiários têm interesse em resgatar recursos.

Outros 43% não têm interesse de fazê-lo neste momento, enquanto 12% ainda não decidiram.

DEIXE UMA RESPOSTA

Deixe seu comentário!
Por favor, informe seu nome