Foto: Arthur Covre

Fritz Harald Brems nasceu na Holanda e veio ao Brasil ainda criança com os pais. Hoje, é gerente de gestão operacional de Congonhas, o aeroporto doméstico mais movimentado do país.

Sob o comando dele está o setor de Achados e Perdidos do terminal por onde passam 63 mil passageiros por dia. E, em meio ao vai e vem, também por dia, cerca de quarenta objetos são esquecidos. De janeiro a agosto deste ano, foram mais de 10 mil itens encontrados por funcionários e por outros passageiros.

Todo esse material é levado para o setor e o nosso repórter Arthur Covre foi até lá para descobrir o que os passageiros andam esquecendo no aeroporto.

DEIXE UMA RESPOSTA

Deixe seu comentário!
Por favor, informe seu nome