Só nos primeiros quinze dias de outubro, o Rio de Janeiro registrou 20 crianças baleadas na Região Metropolitana. Cinco morreram. Uma delas foi Agatha Félix, de apenas 8 anos. A menina foi atingida por um disparo de fuzil no Complexo do Alemão, na Zona Norte carioca. O caso que chocou o país ilustra, infelizmente, a realidade violenta de muitas famílias brasileiras.

Se a morte precoce já é um assunto tão difícil para um adulto, como tratar sobre esse tema com as crianças? Como falar sobre violência com crianças e adolescentes? É preciso falar? Essa é a nossa discussão a partir de agora no Seus Filhos em versão ampliada.

Para tratar do tema a indicação do Blog do Seus Filhos é o livro “Diga não à violência”, de Fernando Carraro. A publicação trata do cotidiano de uma escola que, depois de uma briga entre dois alunos, une-se aos pais e aos estudantes para entender as raízes da violência e criar uma cultura de paz.

Até a próxima dica!

DEIXE UMA RESPOSTA

Deixe seu comentário!
Por favor, informe seu nome