Foto: Divulgação

Em julho deste ano, o paulistano Rafael Moraes fez história ao vencer o torneio The Venom do Americas Cardroom, embolsando um prêmio de US$ 1.050.559. Foi o ápice, até aqui, na carreira do jogador profissional de poker, natural de Sapopemba, zona leste de São Paulo.

Na adolescência, Rafael praticava xadrez, participando ativamente de competições pelo Brasil e outros países da América do Sul. Foi durante um dos torneios que amigos apresentaram o poker. “A inscrição foi R$20, na época. Eles explicaram como funcionava e, no fim, eu acabei ganhando. Foi sorte de principiante. Mas, foi nessa brincadeira, durante uma competição de xadrez que minha história começou”.

Aos poucos, Rafael Moraes passou a treinar em jogos online e estudar o poker mais a fundo. Até que o esforço deu resultado com vitórias e retorno financeiro. Tanto que, aos 20 anos, ele resolveu largar a Faculdade de Engenharia na USP para tentar a sorte como jogador profissional. “Fiquei só três meses na Universidade. Falei para o meu pai  que estava pensando em largar o curso para tentar a carreira no poker. Ele pediu, então, para que eu comprasse um livro para que ele pudesse entender o que eu estava fazendo. Em um dia, meu pai leu tudo e deu sinal verde”, conta.

Ouça a história de Rafael Moraes em mais uma edição do quadro Cidade em Retratos com Arthur Covre.

DEIXE UMA RESPOSTA

Deixe seu comentário!
Por favor, informe seu nome