(Foto: André Porto/Metro)

Diagnosticado com câncer na região entre o esôfago e o estômago, o prefeito de São Paulo, Bruno Covas, diz estar otimista e garante que vai vencer a luta contra a doença.

Internado no Hospital Sírio Libanês, na região central da capita paulista, Covas se pronunciou pela primeira vez após a descoberta do tumor:

 

Ontem (29), o tucano iniciou a primeira sessão de quimioterapia que deverá durar entre 30 e 36 horas. Segundo o boletim médico mais recente, a trombose e a infecção de pele nas pernas estão regredindo, mas o quadro de tromboembolismo pulmonar continua.

Em entrevista à Rádio BandNews FM, o médico infectologista Davi Uip, um dos integrantes da equipe que cuida do prefeito, reafirmou que Bruno Covas segue no cargo:

 

O doutor Davi Uip conta que o prefeito reagiu muito bem, apesar do diagnóstico inesperado de câncer:

 

O médico infectologista Davi Uip ainda explica a situação de metástase no fígado e nos gânglios linfáticos do prefeito Bruno Covas:

 

O avô do prefeito Bruno Covas, o ex-governador de São Paulo Mario Covas, morreu em março de 2001 de um câncer na bexiga. No entanto, o doutor Davi Uip diz que não há relação entre os dois casos:

 

Mesmo internado, Bruno Covas permanece no comando da Prefeitura e chegou a se reunir com secretários na antessala do quarto do hospital nesta terça-feira.

O prefeito só deverá deixar o centro médico após estar totalmente curado da erisipela e da trombose venosa das veias fibulares. Por isso, a internação seguirá até, pelo menos, o próximo domingo.

A ordem de Bruno Covas é não parar e nem diminuir o ritmo de nenhuma atividade da prefeitura até lá.

DEIXE UMA RESPOSTA

Deixe seu comentário!
Por favor, informe seu nome