Mais de 8,8 mil focos de incêndio foram detectados na região pantaneira neste ano. (Foto: Chico Ribeiro/Governo MT)

O incêndio que atinge o Pantanal, consumindo uma área equivalente à cidade do Rio de Janeiro, só deve perder força a partir da terça-feira da semana que vem, em 12 de novembro. A afirmação é do o tenente-coronel Waldemir Moreira, chefe do Centro de Proteção Ambiental do Corpo de Bombeiros do Mato Grosso do Sul, que falou com a BandNews FM.

Segundo ele, um relatório aponta que a região fechou o mês de outubro com o segundo maior índice de focos de calor da série histórica, iniciada em 1998, perdendo apenas para 2002. As chuvas deveriam ter chegado em setembro, mas a previsão é que retornem com força apenas na semana que vem.

Waldemir Moreira relatou ainda que, neste ano, a vegetação mais seca que o normal facilitou a propagação do fogo, causado muitas vezes de forma intencional e que aparece também por causa dos raios constantes.

Três cidades são as mais afetadas pelas chamas e estão em situação de emergência desde setembro: Corumbá, Aquidauana e Miranda. Os incêndios comprometeram a rede elétrica e de telefonia, derrubando as comunicações em algumas regiões, o que afeta hospitais e outros órgãos públicos, além de impedir transações eletrônicas no comércio.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Deixe seu comentário!
Por favor, informe seu nome