O ex-deputado federal Laerte Bessa afirma que as agressões ao porteiro do prédio em que mora em Águas Claras, no Distrito Federal, aconteceram em um “momento de explosão”.

Em entrevista à BandNews FM, ele disse, ainda, que pedirá desculpas ao funcionário. Laerte Bessa argumentou que não sabia da norma do condomínio que proíbe a entrada de motoboys depois das onze horas da noite – o que motivou a confusão.

Foi registrado um boletim de ocorrência e o ex-deputado vai prestar depoimentos à policia:

 

1 COMENTÁRIO

  1. se fosse um assaltante ele tomava um tiro na cara mas como e um humilde prosfisional da seguraça do condominio ele teve um momento de esplossao sua hora vai chegar cara

DEIXE UMA RESPOSTA

Deixe seu comentário!
Por favor, informe seu nome