O Museu de Arte de São Paulo define o quadro que será restaurado ano que vem com recursos arrecadados por meio de doações do Imposto de Renda. Será o “Rosa e azul – As meninas Cahen d’Anvers”, do pintor francês Renoir, uma das principais peças do acervo do MASP.

O projeto existe desde 2017 e já custeou a restauração de “O Escolar”, de Van Gogh, e “Retirantes”, de Candido Portinari. O valor mínimo da doação é de R$ 300 e o prazo termina no próximo dia 27.

Em entrevista à Rádio BandNews FM, o diretor de operações do MASP, Fábio Fraya, afirma que qualquer pessoa física pode doar, desde que opte pela declaração “modelo completo”.

Também não é permitido ultrapassar o limite global de 6% do IR devido. O procedimento é feito pelo site http://masp.org.br/doe.É preciso preencher o cadastro com os dados bancários e valor da doação; após o pagamento, o museu envia o recibo, que deve ser anexo à declaração do Imposto de Renda. Segundo Fábio Fraya, a meta foi alcançada em todos os anos e a expectativa agora é arrecadar R$ 550 mil.

DEIXE UMA RESPOSTA

Deixe seu comentário!
Por favor, informe seu nome