Foto: Antonio Cruz/Agência Brasil

O presidente Jair Bolsonaro veta a distribuição de 100% do lucro do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) para os trabalhadores.

Com a decisão, volta a valer a regra anterior, que previa a divisão de 50% do lucro. A distribuição dos 100% havia sido anunciada pelo próprio Bolsonaro em julho, quando foi editada a medida provisória que permitiu os saques de contas ativas e inativas do FGTS. Ontem, o limite do saque passou de R$ 500 para R$ 998.

DEIXE UMA RESPOSTA

Deixe seu comentário!
Por favor, informe seu nome