A Polícia Federal deflagrou, na manhã deste sábado (21), uma operação para investigar desvios de recursos para obras de uma adutora no sertão da Paraíba. O ministro Celso de Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), autorizou as ordens judiciais.

Foram cumpridos mandados de busca e apreensão no gabinete do deputado federal José Wilson Santiago (PTB-PB), na Câmara dos Deputados, em Brasília. O decano do Supremo também determinou o afastamento de Santiago do cargo.

A operação tem outros sete alvos, entre eles três assessores e um funcionário de Santiago, além do prefeito de Uiraúna, João Bosco Nonato Fernandes, um funcionário dele e um empresário.

No total, são 13 mandados de busca e apreensão, nas cidades de João Pessoa, São João do Rio do Peixe-PB, Uiraúna-PB e Brasília. Segundo a PF, os investigados podem responder pelos crimes de peculato, lavagem de dinheiro, fraude licitatória e formação de organização criminosa.

DEIXE UMA RESPOSTA

Deixe seu comentário!
Por favor, informe seu nome