Milhares de pessoas participam em Bagdá do funeral do chefe da Guarda Revolucionária do Irã, general Qassem Soleimani , morto em um bombardeio americano na capital iraquiana.

Após a homenagem no Iraque, o corpo do principal militar iraniano será levado para Teerã.
A ação foi executada pelos Estados Unidos na última quinta-feira com autorização do presidente Donald Trump.

O líder americano disse que atuou para parar uma guerra, não para começar uma; a ONU já pediu provas dessas acusações.

A escalada da tensão entre EUA e Irã pode afetar a economia mundial.

Mais informações com Sandro Badaró e Gabriela Mayer.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Deixe seu comentário!
Por favor, informe seu nome