(Foto: Luis Moura/WPP/Estadão Conteúdo)

A falta de segurança nas rodovias paulistas vista ao longo de 2019, com casos de assalto e arrastões, se repetiu nesse fim de ano, mesmo com o policiamento reforçado.

A volta para casa do litoral na última sexta-feira, pela rodovia Anchieta, foi marcada por momento de pânico dos motoristas.

Uma tentativa de arrastão bloqueou completamente a pista no sentido capital paulista. Um caminhoneiro que estava parado no acostamento da Curva da Onça, na altura de Cubatão, foi rendido pelos criminosos e teve os pertences roubados. Motoristas tiveram que parar no meio da Anchieta e gravaram vídeos mostrando a ações dos criminosos. O caminhoneiro contou que foi abordada com uma metralhadora.

 

Depois do primeiro assalto, os bandidos invadiram a pista da Anchieta e tentaram roubar outros motoristas. Durante a ação, um dos veículos teve o vidro lateral quebrado. Com a chegada de agentes da Polícia Rodoviária Estadual, os criminosos fugiram pela mata e ninguém foi preso. Esse tipo de ação não é novidade na região.

Em novembro, motoristas que voltavam do feriado de finados pela Imigrantes tiveram que fugir de bandidos que subiram a estrada na contramão. Na ocasião, a Polícia Militar Rodoviária também disse que havia reforçado o patrulhamento no Sistema Anchieta-Imigrantes. Nas rodovias para o interior, que em 2019 chegaram a registrar até assaltos cinematográficos a carros-forte, também tiveram episódios de violência na virada do ano.

A ouvinte Adriana tomou um susto ao ter o carro atingido por uma pedra.

 

Procurada pela BandNews FM, a Polícia Militar afirmou que quase 18 mil agentes trabalharam no monitoramento das estradas durante as festas de fim de ano. Mas a PM não informou quantos agentes atuam nas rodovias em dias normais, fora de feriados.

Ao todo, 139 pessoas foram presas e 78 foragidos foram capturados no perído entre o Natal e o Ano Novo. A tentativa de arrastão na Anchieta é investigada pela delegacia de Cubatão. Questionada, a Secretaria de Segurança Pública informou que a Polícia Civil não tem os dados consolidados de roubos em rodovias no Estado.

DEIXE UMA RESPOSTA

Deixe seu comentário!
Por favor, informe seu nome