Eduardo Fauzi era filiado ao PSL-RJ e à Frente Integralista Brasileira; ele foi expulso de ambos. (Foto: Divulgação)

O empresário Eduardo Fauzi Richard Cerquise, acusado de participar do ataque com coquetéis molotov à sede do Porta dos Fundos, disse em entrevista exclusiva à BandNews FM Rio que pretende se apresentar as autoridades brasileiras no fim de janeiro.

Fauzi é considerado foragido desde o mês passado e está na Rússia, onde tem família. Segundo o economista, de 41 anos, ele foi a Moscou para passar o Natal ortodoxo com o filho e a viagem já estava programada, com a passagem de volta comprada para o dia 30 de janeiro. As celebrações acontecem nesta terça-feira (7).

O suspeito também afirmou já ter solicitado ao Kremlin asilo político. De acordo com ele, o pedido será analisado após o feriado nacional do país.

Confira a reportagem de Michael Veríssimo:

 

2 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Deixe seu comentário!
Por favor, informe seu nome